Projectos

Luiz Vaz 73

Mixed-media com música electrónica de Jorge Peixinho, 1975. 
Projecções de diapositivos de Ernesto de Sousa (preto e branco, e cor, variáveis entre apresentações) e improvisação musical ao vivo. Aprox. 150'.
Inspirado n' Os Lusíadas de Luiz de Camões. 

A composição de Jorge Peixinho foi produzida no Instituto de Música Psicoacústica e Electrónica de Gante, na Bélgica, entre 1973 e 1974. Alguns dos diapositivos deste mixed-media foram posteriormente integrados em Almada, Um Nome de GuerraTodas as apresentações tiveram a improvisação instrumental do Grupo de Música Contemporânea de Lisboa.


A estrutura visual desta obra é a) aberta, tendendo a constituir-se como “envolvimento”, ou seja, em arte-do-espaço; b) coincidente, alternativamente com o poema de Camões e a música de Jorge Peixinho; mas c) autónoma, pela formação semanticamente independente das suas próprias famílias de formas e significações. (...) A autonomia visual (a "poesia muda" segundo Camões) é motivada por uma certa arbitrariedade abstracta, mas também intimista pela utilização indiferente de séries de imagens e